"Em se tratando de Fluminense, não tem como ser tranquilo" 19/08/2021

"Em se tratando de Fluminense, não tem como ser tranquilo"

Responsável pela última classificação tricolor à semifinal da Libertadores, Washington crê no fim da "maldição das quartas", escolhe novo herói contra o Barcelona de Guayaquil e prevê mais emoção

Quartas de final de Libertadores? Pergunte a qualquer torcedor do Fluminense, e o "chip" do cérebro automaticamente vai buscar no arquivo "doces lembranças" a cabeçada de Washington estufando a rede de Rogério Ceni aos 46 minutos do segundo tempo contra o São Paulo em um Maracanã abarrotado. Naquela histórica campanha de 2008, que por capricho do destino não culminou no título, a cena do Coração Valente vibrando de emoção é talvez a mais marcante para os tricolores.

Quartas de final de Libertadores? Pergunte a qualquer torcedor do Fluminense, e o "chip" do cérebro automaticamente vai buscar no arquivo "doces lembranças" a cabeçada de Washington estufando a rede de Rogério Ceni aos 46 minutos do segundo tempo contra o São Paulo em um Maracanã abarrotado. Naquela histórica campanha de 2008, que por capricho do destino não culminou no título, a cena do Coração Valente vibrando de emoção é talvez a mais marcante para os tricolores.

Nesta quinta-feira, Washington não estará em campo para ser mais uma vez o herói da classificação, mas promete mandar energias positivas pela televisão. Ou melhor, pelo telão de sua churrascaria em Aracaju, onde a Flu-Sergipe também vai marcar presença às 21h30 (de Brasília) para ver o duelo decisivo contra o Barcelona de Guayaquil, do Equador.

Vai ser dureza? Os equatorianos ganharam todas em casa nessa Libertadores. Tem a "maldição das quartas de final"? Nas últimas participações do Fluminense no torneio, o time caiu justamente nesta fase: foi eliminado pelo Boca Juniors, da Argentina, em 2012, e pelo Olimpia, do Paraguai, em 2013. Mas nada que tire o otimismo de quem superou até um problema no coração durante a carreira:

– O recado que posso deixar é de um cara que sempre acreditou. Acreditou nas jogadas, acreditou na vida, acreditou em tudo, até o último minuto, acreditou em fazer gol sempre. O recado é para que a torcida continue acreditando. É uma torcida de guerreiros, que acredita. Tenho certeza que pode sair um grande resultado nesta quinta-feira. É um jogo muito difícil, o Barcelona é um bom time, bem montando. Mas tenha fé sempre, acredite sempre. É uma torcida apaixonante, eu adoro. Sou torcedor declarado do Fluminense. Essa fé, esse acreditar na vitória acontecerá novamente contra o Barcelona.

Mas o coração aguenta um novo sofrimento daquele igual o Fluminense x São Paulo de 2008? Ele prevê mais emoção para a torcida e já tem até o escolhido para sucedê-lo no posto de novo herói nas quartas de final:

– Claro que prefiro que seja mais tranquilo. Mas, em se tratando de Fluminense, não tem como ser tranquilo, não. Esquece! Vou cravar: 1 a 0 Fluminense. Torço para que seja do Fred. Mas se não for, pode ser de qualquer um, até contra (risos).

Washington vai além do palpite para a classificação para a semifinal. O Coração Valente deposita no time de seu ex-companheiro Roger Machado a esperança de reparar o que considera ter sido uma das grandes injustiças do futebol a perda do título em 2008:

– Acho que o time atual poderia corrigir esse pecado. É claro que a gente torce para que o time de hoje já faça isso, está chegando mais perto, mas o Fluminense em qualquer situação, com qualquer equipe, merecia um título da Libertadores. Não só pelo merecimento do time que conseguir fazer isso, mas também para pagar esse pecado que infelizmente aconteceu em 2008. Realmente merecíamos, são coisas do futebol, infelizmente nos pênaltis aconteceu. Como acontecem no futebol muitos pecados, esse foi um dos grandes pecados.

Em 20 minutos de uma divertida resenha, Washington falou ainda sobre curiosidades daquele Fluminense x São Paulo; elegeu o seu Top 5 de gols da carreira; avaliou o time atual e o trabalho de Roger Machado; externou seu sentimento pelo clube, que virou de coração, e contou como anda a vida do ex-atacante aos 46 anos de idade (veja a entrevista completa no topo da matéria).




Categoria:Esporte

Deixe seu Comentário